That’s all, folks!

Mais de três anos se passaram desde que, naquele 11 de maio de 2008, em nossa então nova página de blog, postávamos os primeiros textos do que viria a se transformar dias depois no MULTIPLOT. Nada daquilo foi por acaso. Aliás, quem dera tivesse sido. Foram muitos, muitos meses de brainstorms, de ideias insanas se cruzando por conversas alucinadas em messengers e fóruns alternativos, de madrugadas mal dormidas e dias de trabalho procrastinados, tudo isso para que finalmente conseguissemos ter a coragem necessária para dar o primeiro passo e, de fato, criarmos nosso tão sonhado espaço para escrevermos sobre cinema na internet.

Nossa proposta, meus amigos, era gigante. Queríamos dominar o mundo. Queríamos sequestrar todos os cinéfilos habitantes da rede em nossa página e ficarmos aqui pra sempre, nesse cantinho maluco de contemplação à arte, discutindo e vivendo o cinema, com o cinema e pelo cinema. E, por maiores que fossem as pretensões, elas jamais poderiam contemplar em seu modesto espaço virtual toda a ansiedade e a empolgação que emergia de cada um de nós naquele momento.

Depois de inaugurado o MULTIPLOT, aos poucos fomos visualizando o que realmente estava acontecendo aqui, e a ansiedade se transformava em receio. Será que vai dar certo? Isso será levado a sério? Seremos lidos? Muitos projetos depois, acreditamos que todos nós podemos olhar para nossa história e constatar que, sim, algo importante aconteceu aqui. Algo que mudou nossas vidas, e que, podemos orgulhosamente dizer (e pretensamente, mas não podemos negar que somos sim pretensiosos pra caramba), de alguma forma mudou a vida das tantas pessoas que confiaram aos nossos textos um pouco de seu precioso tempo.

Muitas coisas aconteceram nestes três anos. Gente trocando de emprego, indo à faculdade, se formando, trocando de sexo, vivendo outras realidades e doando-se a outros projetos (ok, a troca de sexo foi brincadeira). Por essas e outras, o MULTIPLOT passou por dois longos recessos (um deles, por sinal o atual, com mais de um ano de duração) que deixaram nossa casa desamparada e silenciosa, um cenário que por pouco não lembrava a cidade fantasma de O Homem Do Oeste, western de Anthony Mann, nosso último cineasta homenageado, lá no distante abril de 2010.

Mas a ciranda da vida (parafraseando um de nossos próximos homenageados) fez com que esse bando de doidos voltasse a planejar, a discutir, a sonhar juntos. Para quem deseja dominar o mundo, fizemos pouquíssimo. Quase nada. E não pretendemos, de forma alguma, deixar esse sonho morrer aqui.  Do início até aqui nossa equipe perdeu alguns membros, mas ganhou outros tão importantes quanto. E o que apresentaremos nos próximos dias será mais um capítulo desta história. A ansiedade, aquela maldita e velha vilã do longínquo ano de 2008, voltou com um exército gigantesco para nos pressionar 24 horas por dia.  Mas aguardem. Falta muito pouco.

15 Comentários

Arquivado em Comentários

15 Respostas para “That’s all, folks!

  1. Victor Ramos

    Ótimo! E vida longa ao Multiplot, que é um dos melhores blogs que eu já visitei. Parabéns! o/

  2. Rafael Alves

    Parece que o negócio vai ser bom…

  3. caiolefou

    Que tristeza é não estar podendo acompanhar o que andam vendo de interessante. Vão se superar, aposto meu poster de Mitchum nisso.

    E o povo clama por Djonata!

  4. djonata

    fico emocionado com a resposta dos meus fã(s).

  5. marcelo

    Melhor blog de cinema, sem dúvidas. E sem querer puxar o saco também.
    Mas os melhores textos que li, que mais se assemelhavam as minha idéias, foi aqui.

  6. Saldanha

    Estou aguardando, espero não me decepcionar, com um monte de menino pseudo-intelectual querendo aparecer mais do que o cinema.
    Mas na cultura pop vale tudo, só não vale chute no saco.

  7. Acho que vai dar pra marcar uma data em breve. Aí já damos o novo endereço e aposentamos isto aqui. o/

  8. Anônimo

    “monte de menino pseudo-intelectual “, será que ele se referia ao Cine Players?

  9. Anônimo

    Bah mas o Luis. Se aposentar este endereço, deixa os textos ai pra galeraa. Tem um monte de texto que quero ler ainda. Tem aquele do Iluminado que tu escreveu, que por sinal é mto bom, mas ainda não terminei de ler kkkk.

  10. Acho que nem eu li aquele texto inteiro, haha. Aliás isso é outra coisa: sim, nossos textos antigos continuarão disponíveis, inclusive os toscos, prolixos e auto-importantes.

  11. Saudade! Vou lá espiar o espaço novo :B