Em Paris (Dans Paris – Christophe Honoré, 2006)

Um filme com homens. De homens para homens, homens que sofrem, que gozam, que choram, que vivem…

A sensibilidade da vida costuma estar muito presente em filmes ‘femininos ‘ (As horas como exemplo mais evidente pra mim), e é verdade, em se tratando de arte parece absurdo querer sexualizar uma obra ou a forma como ela afetará seus receptores. Mas isso é um fato: raros são os filmes que se atrevem a mostrar homens com tanta sensibilidade…

A masculinidade é um aspecto complexo, muito mais do se imagina. A idéia de “ninguém entende as mulheres”, eu acho, surgiu apenas para desviar o foco desses seres confusos, retraídos, endurecidos e orgulhosos que são os homens. Nesse sentido Honoré surge como um candidato a especialista dos homens (os outros filmes dele comprovam isso). Temos nesse filme, três homens lapidares, os dois irmãos e o pai (Guy Marchand), um núcleo familiar já diferente do convencional, unidos pela lembrança da irmã mais nova, que um dia decidiu se suicidar. Os três parecem agarrar-se para sobreviver à tragédia, para se convencerem de que vale à pena viver, para se motivarem a continuar chorando e sorrindo, enfrentando em cada dia seu mal.

um filme que faz eu me apaixonar um pouco mais pela vida. Remédio certo para dias melancólicos e felizes, amigo para todas as horas; nesse filme um ombro para compartilhar um pouco de mim.

4/4

Fernando Mendonça

7 Comentários

Arquivado em Comentários

7 Respostas para “Em Paris (Dans Paris – Christophe Honoré, 2006)

  1. Daniel Dalpizzolo

    Filmaço.

  2. Ranieri Brandão

    Eu não gosto muito…

  3. Eu saí do cinema querendo ‘cantar na chuva’…

  4. Maicon

    Comentários vagos…se esse pessoal fosse profissional como eu saberia que a arte de comentar em um blog deriva da capacidade de gerar um discussão complementar à postagem do forma a cumprir os designios que se…

  5. Maicon

    Saudades do multiplot… :(

  6. enxak

    Na boa, bem gay esse texto haha

  7. Um bom filme do Honoré, mesmo não tendo o punch de um A Bela Junie ou Canções de Amor.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s