Em Paris (Dans Paris – Christophe Honoré, 2006)

Um filme com homens. De homens para homens, homens que sofrem, que gozam, que choram, que vivem…

A sensibilidade da vida costuma estar muito presente em filmes ‘femininos ‘ (As horas como exemplo mais evidente pra mim), e é verdade, em se tratando de arte parece absurdo querer sexualizar uma obra ou a forma como ela afetará seus receptores. Mas isso é um fato: raros são os filmes que se atrevem a mostrar homens com tanta sensibilidade…

A masculinidade é um aspecto complexo, muito mais do se imagina. A idéia de “ninguém entende as mulheres”, eu acho, surgiu apenas para desviar o foco desses seres confusos, retraídos, endurecidos e orgulhosos que são os homens. Nesse sentido Honoré surge como um candidato a especialista dos homens (os outros filmes dele comprovam isso). Temos nesse filme, três homens lapidares, os dois irmãos e o pai (Guy Marchand), um núcleo familiar já diferente do convencional, unidos pela lembrança da irmã mais nova, que um dia decidiu se suicidar. Os três parecem agarrar-se para sobreviver à tragédia, para se convencerem de que vale à pena viver, para se motivarem a continuar chorando e sorrindo, enfrentando em cada dia seu mal.

um filme que faz eu me apaixonar um pouco mais pela vida. Remédio certo para dias melancólicos e felizes, amigo para todas as horas; nesse filme um ombro para compartilhar um pouco de mim.

4/4

Fernando Mendonça

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Comentários

7 Respostas para “Em Paris (Dans Paris – Christophe Honoré, 2006)

  1. Daniel Dalpizzolo

    Filmaço.

  2. Eu saí do cinema querendo ‘cantar na chuva’…

  3. Maicon

    Comentários vagos…se esse pessoal fosse profissional como eu saberia que a arte de comentar em um blog deriva da capacidade de gerar um discussão complementar à postagem do forma a cumprir os designios que se…

  4. Maicon

    Saudades do multiplot… :(

  5. enxak

    Na boa, bem gay esse texto haha

  6. Um bom filme do Honoré, mesmo não tendo o punch de um A Bela Junie ou Canções de Amor.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s