RoboCop (Paul Verhoeven, 1987)

As primeiras imagens de RoboCop, de Paul Verhoeven, sugerem que nossa visão foi vencida. Tudo é visto pelo filtro da imagem televisiva – gasta, logo irônica, porque estamos num futuro em que um certo tipo de imagem (a publicitária), pelo contrário, ganhou – que nos dá conta de tudo o que precisamos saber sobre o mundo a ser construído (ou melhor a ser vivido visceral e grosseiramente) pelo filme.

O segmento desta imagem é o que realmente choca. Se somos deixamos aos cuidados das notícias para explicar um mundo e ao olhar clássico destruído pelas imagens destas notícias, o incômodo maior é saber que nosso herói, Robocop, possui um mesmo mecanismo de olhar este mundo-ao-redor – seus olhos funcionam como uma TV de notícias sobre tudo aquilo que se move à sua frente.

Na verdade, a falha é que este projeto, do robô que combate o crime, é um crime em si: não consegue destruir totalmente a resistência das velhas lembranças tormentosas (que são sentidas pelo protagonista, apenas) através de tudo o que é grosseiro no cinema de Verhoeven e na sua crença em mostrar todo tipo de saliências e sangue para confirmá-lo com precisão. Trata-se aí de um grande filme sobre um futuro perdido em nossa própria inteligência sacana.

3,5/4

Ranieri Brandão

6 Comentários

Arquivado em Comentários

6 Respostas para “RoboCop (Paul Verhoeven, 1987)

  1. caiolefou

    Esse filme não ficará velho tão cedo.

  2. Ranieri Brandão

    Concordo plenamente, Caio. Ao revê-lo fiquei emocionado demais com algumas cenas – incluindo aquela do robozão em pane assassinando o cara naquela sala de reuniões. Uma das cenas mais marcantes de minha infância, sem dúvida.

  3. djonata

    acho obra-prima, só. aliás, o verhoeven tem algumas. cara subestimado, nunca figura na lista dos grandes.

  4. Concordo plenamente, Caio. Ao revê-lo fiquei emocionado demais com algumas cenas – incluindo aquela do robozão em pane assassinando o cara naquela sala de reuniões. Uma das cenas mais marcantes de minha infância, sem dúvida.
    +1

  5. enxak

    Filmaço! Difícil escolher entre esse e O Vingador do Futuro, outro fodão. Grande PV.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s