Barren Illusions (Ôinaru gen’ei – Kiyoshi Kurosawa, 1999)

Barren Illusions, de Kiyoshi Kurosawa, é decerto um de seus trabalhos mais rigorosos – e talvez mais incompreendidos. Há nele tudo aquilo que faz deste Kurosawa um dos melhores cineastas contemporâneos: um modo de filmar.

Sim, pois não há como não lembrar de certos outros filmes seus e de suas questões primordiais: em Bright Future, como o drama pode ser tão inebriante? Em Cure, como o filme de serial killer pode sobreviver para além da grafia da violência e do psicologismo barato? Neste Barren Illusions, Kurosawa estrutura um universo onde as ideias vão sendo jogadas no caminho. O que sobra, é nada menos do que um relato sobre a vida de duas figuras e seu relacionamento que se esvazia, uma narrativa que se desfaz a todo momento, mas que é muito una como movimento e como painel de algum estado de coisas.

O que é mais importante é esta forma de Kurosawa filmar. Se nos outros revíamos os gêneros, neste filme revemos o cinema e sua infância. Não é a releitura do cinema dos Lumière, mas é uma adaptação a ele. Não é por acaso que as cenas nutram por dentro um desejo de refazer de outras formas, certos caminhos do “naturalismo” ou do “real” – aquela cena com os torcedores gritando algo como “é campeão” em português, sendo seguidos pela garota protagonista, resgata um certo frescor como as mulheres saindo da fábrica dos irmãos franceses. Trata-se de olhar novamente para certos problemas do cinema e da vida e desmontá-los ao ponto em que o que nos resta é um tipo de essencialidade não-material, mas muito discursiva.

3/4

Ranieri Brandão

Deixe um comentário

Arquivado em Comentários

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s