A Bruma Assassina (The Fog – John Carpenter, 1980)

Esse é mestre até dizer chega. Ele consegue transformar aquela névoa em um ser vivo, pulsante, a filma com tanta força que por vezes até parece ganhar forma, como a de um lobo circulando uma presa, com calma, pronto pra dar o bote, ou até de um dedo insinuante te chamando pela fresta de uma porta, ou de um etc. Aquela névoa vira tudo, ele a filma com tanta elegância, com tanto respeito em aguardar todas as possíveis metamorfoses que ela poderia sofrer, que a cena ganha uma força visual absurda, é lindo demais ver a névoa deslizando por aquela cidade, calmamente, como se fosse farejando a procura de sobreviventes da ilha.

Fora que é tenso pacas. Muitas vezes ele foca o horizonte sem mostrar nada, apenas sugestionando que seja lá o que for, está chegando, e enraivecido, e então quando finalmente surge, banhada de luz, devorando tudo pela frente, criando muros em volta das casas, pra logo em seguida ouvirmos o som do gancho batendo na porta… E isso sendo narrado por aquela voz veludoza, e por vezes desesperada, ao fundo. É das coisas que só o Carpenter faz para você.

Mais uma OP desse velho que certamente já conheceu a parte negra do outro lado e agora voltou pra nos contar como é.

4/4

Thiago Duarte

Screenshots!

20 Comentários

Arquivado em Comentários, screenshots

20 Respostas para “A Bruma Assassina (The Fog – John Carpenter, 1980)

  1. K. Lincoln

    conheço pouco de carpenter,mas gosto muito de “o príncipe das sombras”.este aí nunca vi…vamos ver se consigo achá-lo pra baixar

  2. enxak

    Eu acho bem fraquinho esse aqui.

  3. bleu

    Pior filme do Carpenter, me lembra as histórias da série animada scooby-doo. Nesse filme não encontramos o charme, a tensão, a habilidade em manipular as imagens tão comuns no cinema desse grande cineasta, o que sobra é um pouco de diversão ingênua e frustrante.

  4. Thiago Duarte

    Procura melhor, pq eu encontrei o charme, a tensão e habilidade em manipular as imagens, e em grau bastante forte.

  5. Djonata Ramos

    tô nessa com o bleu e o enxak, até hj o único carpenter que me decepcionou.

  6. Daniel Dalpizzolo

    Nem é. Mas é muito bom e yada.

  7. Djonata Ramos

    maicon não tem vida.

  8. Arrá, foi no Google né? Sim, é Seinfeld.

  9. Maicon

    foi na wikipédia na verdade, assim, na minha humilde condição de pessoa “não vivente” por não gostar de seinfield nem do seu adorável filminho de abelhas, eu só queria compreender qual sentido obtem a expressão “Yada” quando aplicada em uma frase, informação que julgo será essencial para continuar minha vida util acompanhando esse blog, juntamente com uma lista que ja soma 75 filmes há serem vistos no prazo de uns poucos meses… (agora eu precisava do “ginga” pra fazer essa frase parecer mais suave hehehehe)

  10. Bee Movie eu nunca vi, mas quantos episódios da série tu assistiu?

  11. Maicon

    hoje = 0, até o fim da semana = pelo menos 1, eu preciso conferir tudo que sai por aqui hehe. mas e o “yada”??? please…

  12. Ah, mas então. :B

    Yada yada yada = blá blá blá = etc

  13. Maicon

    é que eu custumo “não gostar” das coisas antes de conhece-las, é uma espécie de auto-ajuda ao contrário e yada yada. :P

  14. Djonata Ramos

    Bee Movie só vale pela nostalgia que se acumula ao assistir (viver :B) Seinfeld. mas nem é ruim, só é bobildo.

    Seinfeld way of life.

  15. Esse é o mais subestimado dos grandes filmes do Carpenter. Uma aula de cinema e uma obra-prima esquecida, que bom vê-la comentada aqui. Quem não entende isso que vá ver o abominável remake que fizeram dessa pérola!

  16. Victor Ramos

    Estou com esse aqui e verei agora.!

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s