Canção de Baal (Helena Ignez, 2008)

[image]

Poderia-se dizer que esse é um “filme musical totalmente controverso e outsider” sobre um personagem igualmente outsider. O primeiro longa da Helena Ignez funciona em muitos momentos, mas se perde um pouco na opção por fazer uma narrativa não-convencional e excessivamente lírica em certos pontos, o que provavelmente repeliria espectadores mais convencionais. Mas, tirando esses contratempos, o filme mostra-se bastante interessante.

3/4

Adney Silva

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Comentários

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s